Serviços

01/08/2016 14:09

Sistema Fenacon Sescap/Sescon participa de homenagem a Sergio Moro

Prêmio Guerreiros do Comercio foi promovido pela Fecomercio-PR

O presidente da Fenacon, Mario Elmir Berti, participou no dia 22 de julho 11ª edição do prêmio Guerreiros do Comércio, promovido pela Federação do Comercio do Paraná. Na ocasião foram homenageados 47 empresários do comércio e três personalidades do Estado porque desafiaram a crise econômica e política na busca pelo desenvolvimento do comércio e dos valores éticos da sociedade.

A edição 2016 do prêmio entregue anualmente pela Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio PR) reuniu mais de 1300 pessoas de todo o Estado, na Expo Unimed, em Curitiba, com a presença de autoridades políticas de todas as esferas, de dirigentes dos sindicatos filiados à Fecomércio, dirigentes de outras entidades do setor produtivo, empresários, familiares e amigos dos homenageados.

Além de destacar 47 empresários de diferentes ramos do comércio, foram concedidas, durante a cerimônia, três comendas da Ordem do Mérito do Comércio do Paraná – somando-se às outras 16 distribuídas durante os quase 69 anos de existência da Fecomércio PR.

Entre os comendadores, o juiz federal Sergio Fernando Moro, que ficou conhecido por comandar o julgamento em primeira instância dos crimes identificados na Operação Lava Jato, maior caso de corrupção e lavagem de dinheiro já apurado no Brasil, se disse honrado em ser homenageado junto aos guerreiros do comércio. “Considerando o contexto econômico de recessão prolongada, o prêmio desta noite deveria ter um caráter especial aos empresários que sobreviveram a esse quadro recessivo. É uma vitória persistir acreditando no Brasil”, afirmou.

Moro disse ser um péssimo comerciante, que sempre sai em desvantagem nas transações comerciais das quais participa. O juiz também confessou receber a comenda com certo constrangimento, já que o prêmio reconhece um trabalho ainda inacabado, e que, por ter caráter institucional, possui méritos que deveriam ser distribuídos a várias pessoas.

Sergio Moro discursou sobre a Operação Lava Jato, resumida por ele como um esquema de corrupção espalhado, profundo e penetrante, que teria tomado conta da vida administrativa e política do país. “Considerando especialmente os casos já julgados, é possível afirmar que foi descoberto e provado um esquema de corrupção sistêmica, no qual o pagamento de propina em contratos públicos havia se tornado rotina. Alguns acusados, inclusive, que resolveram colaborar, referiam-se a essa prática como constituindo a regra do jogo. Nessa regra do jogo, percentual fixo de valor dos contratos públicos era pago e dividido entre agentes da Petrobrás e agentes políticos”, relatou.

Apesar de ser um quadro perturbador, que entristece, o magistrado acredita que existe uma outra forma de encarar o problema. “A revelação dos fatos, a investigação e a persecução efetiva dos crimes demonstra que o Brasil toma passos decisivos para superar a corrupção sistêmica que impacta nosso desenvolvimento econômico e que desqualifica a nossa democracia”, manifestou.

Entre as proposições colocadas pelo homenageado para o combate à corrupção sistêmica, Sergio Moro ressaltou que os governos, em todas as esferas, devem adotar postura de intolerância quanto a crimes praticados por agentes públicos. O homenageado também abordou a importância de um judiciário independente e frisou que a iniciativa privada possui papel relevante. “A corrupção envolve quem paga e quem recebe. Ambos são culpados”, destacou.

 

FONTE: FENACON


Contato

SESCON/MT - Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento,
Perícias, Informações e Pesquisas de Mato Grosso.

Endereço: Travessa do Rosário (Roza), 47, Lixeira, Cuiabá – MT / CEP: 78008-585
Telefone(s): (65) 3634-3470 / (65) 3634-8371
Email: adm@sescon-mt.com.br / comercial@sescon-mt.com.br

SESCON MT - Todos os direitos reservados

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo